Cel.:  (19) 99700-4473 (Erika)

Cel.: (11) 99316-1114 (Marcela)

congressodejazzdance@gmail.com 

  • Facebook - Grey Circle
  • Instagram - Grey Circle

TERRI BEST (LOS ANGELES, USA)

Bailarina, coreógrafa e professora de lyrical jazz, Terri Best vem pela primeira vez ao Brasil, com exclusividade para a 11a edição do Congresso Internacional de Jazz Dance. Ela que foi a principal bailarina da Los Angeles Jazz Dance Company nos anos 80, hoje tem a sua própria companhia: Terri Best Dance, ganhadora do Prêmio Lester Horton de 2008 por Outstanding Achievement. Ela integra o corpo docente da EDGE Performing Arts Center, em Hollywood desde 1993 e além de dar aulas em diversos cursos pelo mundo é professora convidada da Peridance Capezio e da Broadway Dance Center em Nova York. Suas aulas incorporam elementos da dança clássica, moderna e também da técnica de jazz de Luigi, incluindo um trabalho de extensão e isolamento. Venha dançar essa idéia! | www.terribestdance.com | Follow: @terribestdance.

NICHOLAS PALMQUIST (NOVA YORK, USA)

É um bailarino e coreógrafo americano que também vem ao Brasil pela primeira vez para a 11a edição do Congresso Internacional de Jazz Dance para aulas de Musical Theatre. Professor da Steps on Broadway, em Nova York, é também convidado da Broadway Dance Center, do Complexions Summer Intensive (Desmond Richardson) e do Jump Tour. Trabalhou em shows como The Get Down, dirigido por Baz Luhrmann e regularmente pode ser visto no Saturday Night Live e The Tonight Show Starring Jimmy Fallon. Já coreografou e atuou como bailarino diversas vezes no Music Theatre of Wichita, além de ter dançado com Mia Michaels (Radio City Music Hall - Rockettes). Ministra masterclasses em universidades como NYU, BYU e para o Diana Vishneva’s Context Pro na Russia. Suas aulas transitam do pop ao rock, do jazz ao que está nesse intervalo. Ele é um professor interessado em modos de contar histórias com o corpo, de emocionar pelo movimento e de dividir isso com seus alunos | Follow: @napalmquist

YIN YUE (NOVA YORK, USA)

Yin Yue é bailarina, coreógrafa e diretora artística da Yin Yue Dance Company, de Nova York, ela vem ao Brasil pela primeira vez com a sua FoCo Technique para o Congresso Internacional de Jazz Dance.  Nascida e criada em Xangai, China, treinou rigorosamente dança clássica e folclórica chinesa na Shanghai Dance School. Depois de concluir o curso de Dança na Tisch (NYU, 2008) ganhou reconhecimento do mundo da dança pela criação de uma técnica de dança (FoCo) particular - que usa os isolamentos do corpo, força, peso, potência, velocidade, fluidez, entre outros. Já coreografou para importantes companhias de dança como Limon Dance Company, Alberta Ballet, Boston Dance Theater, Balletto Teatro di Torino, entre outras. Foi vencedora do projeto de comissionamento internacional da Hubbard Street Dance Chicago (2015), vencedora da BalletX Choreographic Fellowship e também do Northwest Dance Project’s 5th Annual Pretty Creatives International Choreographic Competition. Seu trabalho tem sido reconhecido por organizações e festivais como o Jacob's Pillow Dance Inside Out, Schrit_tmacher, Newtown International Fringe Festival, Peridance Teatro Capezio, New York Live Arts, Festival Internacional La MaMa Moves, entre outros. | Follow: @theyinyue

BILL PRUDICH (LOS ANGELES, USA)

Depois de coreografar um número do premiado La La Land (Oscar de melhor filme em 2017) e de preparar Betty Midler para viver a protagonista de Hello, Dolly! na Broadway, ele volta ao Congresso para suas aulas de técnica. Diretor e fundador da EDGE Performing Arts, a maior escola de dança de Los Angeles, parceria do Congresso de Jazz, ele ainda atua como interprete e pode ser visto recentemente em La La Land, The Muppets, Valley Girl, Grey's Anatomy, The Goldbergs, Crazy Ex-Girlfriend, Raising Hope e Bones. Entre suas alunas destacam-se estrelas como Jenna Elfman, Tracy Ullman, Sarah Brightman, Justine Bateman, Lolita Davidovich e Mindy Sterling. Foi professor convidado da Dupree Dance Academy, LA Dance Academy, Dupree Conventions, L.A. DanceForce e Dance Masters of America.

KATIA BARROS (BRASIL)

Aula ministrada no dia 1 de maio

Katia Barros é coreógrafa e diretora de movimento no seguimento de teatro musical, atriz e bailarina. Assina a coreografia de Annie – que tem estreia marcada para 30 de agosto – e foi diretora da remontagem de Chaplin, ambos no Brasil. Entre seus  principais trabalhos como coreógrafa de musicais estão:  Cantando na Chuva - pelo qual recebeu os prêmios Imprensa Digital e Broadway Word Brasil pela coreografia - Divas , Garota de Ipanema - O amor é bossa, Vingança, A Madrinha Embriagada, O Médico e o Monstro, O Homem de La Mancha pelo qual recebeu o prêmio Bibi Ferreira de melhor coreografia, entre outros. Como intérprete esteve em grandes montagens como Chicago, Sweet Charity, Miss Saigon, Cabaret, Vitor ou Vitória , entre outros. Formada pela Escola de Teatro Célia Helena e em dança por Roseli Rodrigues (jazz) e Marcio Rongetti (balé clássico). Convidada para bancas de jurados dos maiores festivais de dança no Brasil é também professora de hatha yoga e yoga restaurativa. Katia também ministra aulas de jazz dance há 30 anos em escolas especializadas no gênero, somando ao seu trabalho a consciência do movimento unida à respiração. Esta é a segunda vez de Katia Barros no Congresso Internacional de Jazz Dance, no qual anteriormente ela ministrou aulas de jazz dance.que é este item? O que há de interessante nele? Escreva uma descrição cativante para chamar a atenção do seu público...

ALONSO BARROS (BRASIL)

Aula ministrada no dia 1 de maio

Alonso Barros é coreógrafo e diretor de musicais que divide sua carreira entre o Brasil e a Europa. Atualmente assina a coreografia de Pippin, em cartaz no Rio de Janeiro, e por aqui assinou coreografias para Peter Pan, A Noviça Rebelde, Vamp, Alegria Alegria, Chaplin, Nine, Chacrinha, Se eu Fosse Você, Meu Amigo Charlie Brown, Cabaret, O Despertar da Primavera, Elis – A Musical – que lhe rendeu um prêmio Bibi Ferreira de melhor coreografia; Kiss me Kate, entre outros. Na Europa, especialmente em Vienna, seus trabalhos puderam ser vistos em: The Last Five Years, Avenue X, Crazy Love, Magic to Do, Handel’s Radamisto, West Side Story, Hair, Victor and Victoria, La Cage Aux Folles, Honk, Jeckl and Hyde, The Kind and I, The Three Penny Opera, The Candlelight. Barros também tem experiência em Opera como: La Traviata, Acis And Galitea, Radamisto, Graf Von Luxemburg, entre outros. Ele também assina a coreografia de Os Saltimbancos Trapalhões: Rumo a Hollywood (2016) e assinou a coreografia do clipe A Vontade, de Ivete Sangalo. Esta é sua primeira participação no Congresso Internacional de Jazz Dance.

FERNANDA CHAMMA (BRASIL)

Aula ministrada no dia 1 de maio

É coreógrafa, diretora e produtora. Diretora Artística da Only Broadway – produtora de shows e espetáculos musicais - e do Estúdio Broadway, atualmente faz parte do júri do programa Dancing Brasil, na Rede Record de TV. Como coreógrafa e/ou diretora associada assinou diversas produções como Os Produtores, A Pequena Sereia, A Gaiola das Loucas, Hairspray, Xanadu, Alô Dolly, Memórias de um Gigolô, Antes Tarde do que Nunca, Mulheres a Beira de um Ataque de Nervos, GOD, Hebe – O Musical, A Megera Domada, A Família Addams, Marias do Brasil, entre outros. Já trabalhou em projetos e produções teatrais como coreógrafa e produtora com Nuno Leal Maia, Clarice Abujamra, Débora Duarte, Wolf Maya, Jorge Fernando, Miguel Falabella, Roberto Talma, Rubens Edwald  Filho, Cininha de Paula, Diogo Vilela, Marília Pera, entre outros. Entre seus professores destacam-se: Rose Calheiros, Joyce Kermann, Frank Hatchett, Jojo Smith, Betsy Hang, Rick Odums, Redha Beintenfour e Lennie Dale. Recebeu o prêmio Bibi Ferreira em 2016 (melhor coreografia para teatro musical). Esta é a segunda vez de Fernanda Chamma no Congresso Internacional de Jazz Dance, no qual anteriormente ela foi convidada para o Por Falar em Jazz. 

DICKSON RESSTEL (BRASIL)

Vem ao Congresso Internacional de Jazz Dance pela primeira vez para ministrar uma palestra sobre CENOGRAFIA. Ele dividirá com os alunos um olhar de alguém que atua no segmento, mas também tem mais de 30 anos de experiência em dança como professor e bailarino. Foi bailarino do Grupo Alma Nossa, Cia Jazzing, Grafith Cia de Dança, Joyce Kerman Cia, Cia Jazz Brazil, Cia Sandro Borelli, Ballet Clássico de São Paulo, Cia Lina Penteado, Cia Domínio Publico. Estudou Programação Visual na EPA (Escola Panamerica de Artes) e cursou Técnicas cenográficas na FAAP (Fundação Armando Alvares Penteado). No seu currículo também destacam-se cursos de Iluminação Cênica com Iacov Hillel, entre outros. Atualmente ministra aulas de dança Contemporânea na Ballet & Cia, em Campinas, onde também é coreógrafo e responsável pela execução da cenografia e iluminação dos espetáculos da mesma. É convidado por várias academias para execução de projetos cenográficos e de iluminação como Galpão 1 Erika Novachi, Ballet Beth Rodrigues, Conservatório Campinas, Ballet Luana Lopes, Studio Mansano, P4 produção e eventos, Rockwell Fumagalli, Art Dance Ballet, Experimental de Dança de Ubatuba, entre outras. 

ERIKA NOVACHI (BRASIL)

É um nome reconhecido no cenário do jazz dance brasileiro. Diretora residente do Galpão 1 Academia, de Indaiatuba, transita entre os principais festivais de dança do país com destaque. É professora e coreógrafa de Lyrical Jazz desde 1995, e bailarina. Atuou em companhias como o Grupo Raça (com direção de Roseli Rodrigues) e Companhia Dançar (com direção de Rose Calheiros). Entre seus principais prêmios como coreógrafa destacam-se diversos primeiros lugares na categoria no Festival de Dança de Joinville. É frequentemente convidada para ser jurada de mostras e competições de dança. Sua companhia, Galpão 1, também já realizou diversas aberturas, como convidada, das noites do gênero jazz dance do evento Passo de Arte. Em agosto de 2009 ministrou aula de lyrical jazz, na Broadway Dance Center, em Nova York, em março de 2017, na Crossroads of Arts, em Los Angeles, Califórnia e em 2018, na West London University, na SA Dança, em Londres (Inglaterra). Entre 2010 e 2014 foi professora de Lyrical Jazz, no Festival de Dança de Joinville. Em 2018 coreografou um trecho do concerto Berstein 100 para a São Paulo Companhia de Dança. É uma das diretoras e organizadoras do Congresso Internacional de Jazz Dance no Brasil.

MARCELA BENVEGNU (BRASIL)

É jornalista e pesquisadora de dança. Master em Mídia, Comunicação e Negócios pela Universidade da Califórnia, com estágio na Jonhatan Slaff – Media Inc (empresa de relações públicas no cenário off-Broadaway, em Nova York (set-dez 2017)  é mestre em Comunicação e Semiótica pela Pontifícia Universidade Católica (PUC-SP) e pós-graduada em Estudos Contemporâneos em Dança pela Universidade Federal da Bahia (UFBA). Foi coordenadora de Educativo e Comunicação da São Paulo Companhia de Dança (2009-2017). Atua como jurada, palestrante, crítica ou jornalista convidada em eventos. Em agosto de 2009 ministrou palestra sobre história do jazz dance e corpo brasileiro, na Broadway Dance Center, em Nova York e em março de 2017, na Crossroads of Arts, em Los Angeles, California e em 2018, na West London University, na SA Dança, em Londres (Inglaterra). Publicou textos em livros e revistas acadêmicas e é coautora do documentário, Roseli Rodrigues - Poesia em Movimento. Atualmente dirige a Marcela Benvegnu - Comunicação e Consultoria para Dança. É codiretora do Congresso Internacional de Jazz Dance no Brasil.

Please reload

PROFESSORES DA 11ª EDIÇÃO DO CONGRESSO